CV/ Resume

Olá a tod@s!

Escrevo este post para dar dicas sobre como escrever um CV em inglês.

cv

1. Primeiro, seções do CV em inglês

Seções que devem estar presentes no seu CV:

Dados pessoais: Personal Information

Nome: Name

Endereço: Address

Número de telefone/ celular: Telphone/ Cell phone number

E-mail (ou email)

Idade: Age

Objetivo: Objective (não pule esta seção, muita gente esquece dela…)

Aqui a maneira mais simples é mencionar: cargo de … : … position

Por exemplo:

Cargo de professor: Teacher position

Experiência profissional: Employment History

Mencione aqui as responsabilidades e realizações. Sempre comece pela experiência mais recente. Por exemplo (tradução em seguida):

Teacher Zito Idiomas Jun 2012 to date

Successfully gave classes to all levels

In charge of student coaching

Professor Zito Idiomas de Junho de 2012 a atual

Deu aulas com sucesso para todos os níveis

Responsável pelo coaching dos alunos

Formação Acadêmica: Educational Background

Mencione aqui a gradução:

Bacharel:

BA (Bachelor of Arts) usado normalmente na área de humanas

BS (BAchelor of Sciences) usado normalmente em ciências, tecnologia e saúde

Mestrado

Da mesma forma, há dois tipos de mestrados: MA (Master of Arts) e MS (Master of Sciences)

Doutorado

Dizemos normalmente Doctor of…

Há vários títulos:

Ed. D.  Doctor of Education

D.M.L. Doctor of Modern Languages

D.Sc. Doctor of Science, etc.

Estas seções são básicas e recomendo em todos os CVS.

Dependo do caso, você pode – as vezes deve – incluir:

Pretensão salarial: Expected salary

Trabalho voluntário: Volunteer work

Idiomas: Languages (ver dicas #6 e #7)

Publicações, apresentações: Publications, presentations

Lembre-se de manter o CV curto, uma página, no máximo duas, é o ideal. Para um resume, você pode usar mais páginas. (assista o vídeo sobre CV e Resume)

Falando em manter curto, vamos para a próxima dica.

2. O que não incluir

Não! Por favor, não inclua isso!

– não inicie o seu CV com a expressão Curriculum Vitae – o documento é óbvio para profissionais de recrutamento e seleção,

– não mencione seus números de documento,

– não use email pessoal. Emails como drigatinha@hotmail.com não ficam bem em CVs…

– não liste um longo histórico escolar: focalize apenas na graduação em diante,

– não mencione seus hobbies, a menos que seja realmente relevante para a função,

– não mencione referências. Se houver necessidade a empresa pode solicitar depois.

3. Referências? Como assim?

Nem todas as empresas pedem, mas é sempre bom termos referências prontas. Para isso, você deve conversar com seu ex-chefe. Pergunte se você pode dar o telefone del@ para uma eventual referência. Peça também uma carta, pode ser importante como diferencial para o seu novo emprego.

4. Carta de apresentação do CV (pode ser email tb)

Em processo de seleção global é bem comum os candidatos escreverem uma carta de apresentação do CV – cover letter em inglês.

É considerado rude mandar e-mails com assunto CV nada no corpo do email e o CV em anexo.

Nesta carta/ email mencione como você soube da vaga, mencione rapidamente suas qualificações e realizações relevantes, coloque-se a disposição para entrevistas. Mas lembre-se que a carta não é o CV: tenha certeza que esta apresentação tenha no máximo 8  linhas.

5. Tenha mais de um CV

Escreva mais de um CV, considerando vagas e empresas.

Se você é administrador e trabalhou com vendas e marketing, tenha dois CVs: um enfatizando sua carreira em vendas e outro em marketing.

Se você sabe para qual empresa você está enviando seu CV, mencione o porquê de você estar interessad@ em trabalhar naquela empresa especificamente – profissionais de RH recebem muitos CVs genéricos e receber um que mostre que você está procurando emprego na empresa específica pode ser um grande diferencial.

6. Mantenha o CV atualizado

Um dos erros mais comuns é o número do celular. Mudou, mas não mudamos o CV. Ou email. Mesmo a experiência profissional ou cursos de pós-graduação. Atualize sempre que algo mudar.

7. Idiomas

Ao descrever suas habilidades em idiomas estrangeiros, mencione as 3 áreas: leitura, escrita, conversação. Algo como:

Inglês

Leitura: Avançado

Escrita: Intermediário

Oral: Intermediário

Em termos de nível, você pode mencionar intermediário, avançado, proficiente (nativo, bilíngue). Pessoalmente não acho interessante mencionar básico: a maioria das empresas internacionais cobram pelo menos intermediário.

Se você tiver certificados internacionais, mencione nesta seção. Lembre-se de escrever o nome completo, instituição e data. Por exemplo, não escreva CPE. Escreva: Certificate of Proficiency in English Universidade de Cambridge 2016. OU TOEFL (Score XXX), ETS, 2015.

Alias, falando em idiomas, sabe qual o maior problema encontrado por profissionais de seleção? Próxima dica!

8. Não minta! (nem exagere!)

O maior problema encontrado em CVs no Brasil é a mentira. E entre as mentiras, a mais frequente é exatamente sobre idiomas: muitos mencionam nível avançado, por exemplo, são chamados para entrevista e lá encontram um@ gerente que só fala inglês. A entrevista termina em menos de um minuto e sua credibilidade profissional acaba para empresa.

Ter um CV em inglês é muito importante para aumentar suas chances no mercado de trabalho, principalmente quando falamos de empresas globais. Escreva, revise e mantenha sempre atualizado seu CV. Nós da Zito Idiomas trabalhamos também com a elaboração de CVs em inglês. Se estiver desenvolvendo, ou atualizando, ou revisando o seu, entre em contato, podemos ajudar você.

Antes de ir embora, você sabe qual a diferença entre CV e Resume? Sim, tem diferença.

Assista o vídeo para entender: https://www.youtube.com/watch?v=izt08DiRNJk

Gostou? Curta! Compartilhe!